Não basta a Covid-19, podemos morrer também por FALTA DE MEDICAMENTO ADEQUADO!

O Ministério da Saúde, por meio da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), está DIFICULTANDO A ENTRADA DE NOVOS TRATAMENTOS PARA A AMILOIDOSE HEREDITÁRIA, doença rara que leva à morte em 10 anos, podendo ser até menos, dependendo do tipo, já que são diversos, caso não tenha tratamento correto.

Com isso, além de colocar pessoas com Amiloidose Hereditária associada à Transtirretina (PAF-TTR) no estágio 2 da doença mais perto da morte, a CMED TORNA QUASE QUE IMPOSSÍVEL A ENTRADA DE REMÉDIOS INOVADORES NO BRASIL, deixando o país sem alternativas que poderiam salvar a vida desses pacientes e afastando indústrias desenvolvedoras de medicamentos de trazer esperança àqueles que já sofrem diariamente com uma doença rara.

Atualmente, existem algumas centenas de pessoas com PAF que não têm remédio que funcione para o estágio 2 da doença, quadro mais grave e que não permite ao paciente esperar mais por um medicamento. Essa situação foi causada por um ERRO DA CMED, que comparou tecnologias avançadas com remédios convencionais.

SÃO PESSOAS QUE ASSISTEM, SEM ESPERANÇA, SEU TEMPO DE VIDA ACABAR E SUA SAÚDE DESAPARECER a cada novo dia sem o tratamento correto. Precisamos que as pessoas que sofrem com a Amiloidose Hereditária tenham acesso a novos medicamentos que sejam compatíveis e que tratem de forma adequada a gravidade da sua condição.

QUEREMOS TER VIDA!

Criamos, inclusive, uma PETIÇÃO (ABAIXO-ASSINADO) que será enviada a quem pode mudar essa situação. ⠀
E você pode dar voz a nossa luta!
PRECISAMOS DA PARTICIPAÇÃO DE TODOS PARA QUE ESSE CENÁRIO MUDE IMEDIATAMENTE!!!

Acesse o link AQUI e nos ajude, ASSINE a petição.
JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!
« Voltar